Pandas gigantes oferecidos a Macau pelo Governo da República Popular da China
A RAEM agradece a oferta dos pandas-gigantesA RAEM agradece a oferta dos pandas-gigantesA RAEM agradece a oferta dos pandas-gigantesA RAEM agradece a oferta dos pandas-gigantesA RAEM agradece a oferta dos pandas-gigantes

Por ocasião do 15.º Aniversário do retorno de Macau à Pátria, que teve lugar em 2014, o Presidente da República Popular da China, Xi Jinping referiu, durante um encontro com o Chefe do Executivo da RAEM, Dr. Fernando Chui Sai On, em Macau, que o Governo Popular Central decidiu oferecer um novo par de pandas gigantes à RAEM. O Presidente Xi Jinping desejou, ainda, que este novo casal de pandas tenha um crescimento saudável em Macau e traga alegria para os residentes de Macau.

A notícia da oferta pelo Governo Central de mais um par de pandas gigantes à RAEM foi recebida com alegria por todos os cidadãos de Macau, que esperam calorosamente a chegada dos novos pandas gigantes. Em Abril de 2015, o Grupo de Trabalho de Acompanhamento à Oferta de Pandas pelo Governo Popular Central deslocou-se a Chengdu para realizar uma reunião de trabalho com a equipa de especialistas para a selecção dos pandas gigantes oferecidos a Macau pela RPC. A equipa de especialistas revelou os resultados do estudo e a avaliação geral dos cinco aspectos que importava considerar na questão dos pandas gigantes - a idade, o estado de saúde, o comportamento e a saúde psicológica, a capacidade de procriação, bem como a hereditariedade - com vista a escolher os dois melhores pares entre os 55 pandas gigantes da faixa etária pretendido. Durante a reunião, o grupo apresentou também a personalidade e a história genética desses quatro pandas. Após uma análise pormenorizada e visita aos dois pares de pandas gigantes seleccionados, a escolha acabou por recair sobre a panda gigante fêmea “Shurong”, com o número genealógico 667, e o panda gigante macho “Yalin”, com o número genealógico 726, como o par de pandas gigantes a vir para Macau. Depois de a escolha ter sido confirmada, o Governo da RAEM enviou imediatamente trabalhadores do Pavilhão do Panda Gigante para Chengdu para se familiarizarem e criarem os seus laços com os pandas “Shurong” e “Yalin”, munidos de bambu do sul para os pandas provarem, e dando início aos trabalhos preparatórios.

Tendo em conta dos nomes dos pandas gigantes “Kai Kai” e “Xin Xin” foram escolhidos pela população de Macau e estão enraizados no fundo do coração dos cidadãos de Macau, estes assumem, já por si, o valor simbólico de “embaixadores da preservação”, pois estão associadas a qualidades como cordialidade, amabilidade e  alegria. Os nomes representam esperança e exprimem, de forma directa, a alegria que a população de Macau sente relativamente a esta oferta feita pelo Governo Central à RAEM. Por essa razão, o novo par de pandas gigantes irá continuar a usar os mesmos nomes “kai Kaii” e “Xin Xin”.

Depois da chegada em Macau do casal de pandas gigantes “Kai Kai” e “Xin Xin”, foram transportados à Granja do Óscar, em Coloane, onde foram submetidos a uma quarentena e uma inspecção sanitária. Ao mesmo tempo, esta medida permitiu que os pandas se adaptassem ao clima, comida e à nova rotina. Após a quarentena e a inspecção sanitária, o casal de pandas gigantes “Kaii Kai” e “Xin Xin” vai viver formalmente no Pavilhão do Panda Gigante de Macau, onde se pode encontrar com os cidadãos de Macau e os visitantes, desempenhando o papel de “embaixadores da preservação” dos animais.

Segundo os resultados do quarto inquérito nacional de pandas realizado pela Direcção Estatal das Florestas, até os finais do ano 2013, estima-se que o número de pandas selvagens na China era de 1.864. Os pandas gigantes e vários animais selvagens estão em vias de extinção, devido à devastação de florestas e bambuzais, levando à destruição do habitat dos pandas gigantes e forçando-os a mudar para outras regiões. A destruição dos habitats e a dispersão dos pandas para outras regiões aumenta a dificuldade destes em encontrar parceiros e, por conseguinte, a sua sobrevivência fica ameaçada. Para ajudar a evitar a extinção dos pandas, as instituições de preservação implementaram a Conservação Ex Situ para os pandas gigantes,  transportando-os para uma localização adequada. A Conservação Ex Situ tem como objectivo criar um habitat adequado para o crescimento e reprodução dos animais, para que mais tarde eles possam regressar para o seu habitat natural com capacidade para sobreviverem e se reproduzirem.

Ao protegermos o habitat dos pandas gigantes, estamos também a proteger outros animais que vivem na mesma zona. Os pandas gigantes são, portanto, como uma guada-chuva que abriga os outros animais. Os pandas gigantes desempenham um papel de “embaixadores da preservação” e são responsáveis pela promoção da educação para a preservação dos animais e Macau, pois espera-se que o amor dos pandas por parte da população se possa estender a outros animais e que os residentes participem em conjunto na promoção do desenvolvimento da protecção dos animais.

 
Data da última actualização : 05/12/2018
Utilize o Internet Explorer 10 ou superior e a resolução 1024*768 ou superior
Licença do IAM 2018 | Política de Privacidade | Declaração de isenção de responsabilidade | Termos de utilização |